add_theme_support( 'post-thumbnails' ); global $et_theme_image_sizes; $et_theme_image_sizes = array( '400x250' => 'et-pb-post-main-image', '1080x675' => 'et-pb-post-main-image-fullwidth', '400x284' => 'et-pb-portfolio-image', '510x382' => 'et-pb-portfolio-module-image', '1080x9999' => 'et-pb-portfolio-image-single', '400x516' => 'et-pb-gallery-module-image-portrait', '2880x1800' => 'et-pb-post-main-image-fullwidth-large', ); $et_theme_image_sizes = apply_filters( 'et_theme_image_sizes', $et_theme_image_sizes ); $crop = apply_filters( 'et_post_thumbnails_crop', true ); if ( is_array( $et_theme_image_sizes ) ){ foreach ( $et_theme_image_sizes as $image_size_dimensions => $image_size_name ){ $dimensions = explode( 'x', $image_size_dimensions ); if ( in_array( $image_size_name, array( 'et-pb-portfolio-image-single' ) ) ) $crop = false; add_image_size( $image_size_name, $dimensions[0], $dimensions[1], $crop ); $crop = apply_filters( 'et_post_thumbnails_crop', true ); } } As marcas que fazem a cabeça da Geração Y | Instituto IBMEC

Vocês conhecem bem os millennials, já falei sobre eles aqui. São os jovens da Geração Y: têm entre 16 e 36 anos e representam uma fatia considerável da população que consome. E eles consomem. Muito. Nos Estados Unidos, planejar o lançamento de um produto com uma pesquisa de opinião prévia junto a esse público – e ajustá-lo de acordo com o resultado – é quase uma garantia de sucesso. Mas quais são as marcas que os millennials “mais amam”? A agência de publicidade digital Moosylvania, do Missouri, decidiu ouvi-los.

Numa pesquisa realizada dias atrás com 1.500 representantes da geração do milênio, não foi surpresa encontrar as maiores empresas de tecnologia encabeçando o ranking das “100 marcas mais adoradas”: Google (na 11ª posição), Microsoft (9ª), Samsung (6ª) e Sony (4ª). Em primeiríssimo lugar, empurrada pela venda global de mais de 1 bilhão de aparelhos celulares, vem – adivinhe! – a Apple.

Era igualmente previsível que marcas como Nike (no 3º lugar da lista), Coca-Cola (5º) e Victoria’s Secret (11º) se destacassem no Top 15. O que surpreendeu mais os analistas da Moosylvania foi a performance das grandes redes varejistas Wal-Mart, na 7ª posição, e o Target, como nada menos que vice-líder da amostra. O segredo: ambas se modernizaram, adaptaram suas lojas aos novos tempos, investiram em tecnologia, estilo, além de espaços de vendas mais amplos, agradáveis e com uma disposição de seus produtos – como elas mesmas definem – “neutra em termos de gênero”.

O ranking completo está aqui.


Ricardo Largman, jornalista formado pela PUC-RJ em 1982, é crítico de cinema, consultor de Comunicação e assessor de Imprensa do Instituto IBMEC.

Parse error: syntax error, unexpected 'endif' (T_ENDIF) in /var/www/html/ibmec.org.br/web/instituto/wp-content/themes/Divi/sidebar.php on line 17